fbpx

Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Os melhores vencedores do Oscar de Melhor Filme

Os melhores vencedores do Oscar de Melhor Filme

Wallace Andrioli - 28 de fevereiro de 2018

São comuns as reclamações sobre injustiças no resultado do Oscar de melhor filme. Reclamações que costumam fazer bastante sentido. No entanto, é preciso reconhecer também que, ao longo da história da premiação, muitos acertos ocorreram e verdadeiras obras-primas foram laureadas com a estatueta na categoria principal. Partindo dessa constatação, listo abaixo aqueles que considero os melhores dentre os vencedores do Oscar de melhor filme.

10) Sindicato de Ladrões (On the Waterfront, 1954) de Elia Kazan

O marco inicial de um cinema de underdogs que influenciaria de Scorsese a Rocky Balboa.

9) Um Estranho no Ninho (One Flew Over the Cuckoo’s Nest, 1975), de Milos Forman

O encontro necessário do anseio por liberdade do cinema novo tcheco com a revolução da Nova Hollywood.

8) Sem Novidade no Front (All Quiet on the Western Front, 1930), de William A. Wellman

O primeiro grande filme de guerra (e anti-guerra) do cinema falado. E ainda um dos melhores.

7) Os Melhores Anos de Nossas Vidas (The Best Years of Our Lives, 1946), de William Wyler

O retorno do inferno para o paraíso perdido. A dificuldade da readaptação à vida civil registrada quase como um documentário, no momento em que os soldados norte-americanos de fato voltavam ao país. Um dos filmes mais dolorosos e bonitos da história.

6) Titanic (1997), de James Cameron

A clássica história romântica em tempos catastróficos encontra o cinema moderno de ação de James Cameron. Um filme de timing preciso, impecável, e ainda assim emocionalmente arrebatador.

5) O Poderoso Chefão 2 (The Godfather – Part II, 1974), de Francis Ford Coppola

A obra-prima que deu sequência a outra obra-prima. As trajetórias paralelas de pai e filho rumo ao poder. A tragédia familiar. O beijo de Michael em Fredo. Al Pacino e Robert De Niro. Acima de todos, varrendo a velha ordem no “quintal” da máfia americana, a Revolução. Um dos filmes mais políticos da Nova Hollywood.

4) Os Imperdoáveis (Unforgiven, 1992), de Clint Eastwood

O ocaso e o renascimento de um herói e de um gênero, pelas mãos de um de seus maiores ícones. O melhor western já feito.

3) Lawrence da Arábia (Lawrence of Arabia, 1962), de David Lean

O suprassumo do cinema épico de David Lean. O deserto como personagem arrebatador, imageticamente aproveitado em seu máximo. Um dos protagonistas mais fascinantes de todos os tempos.

2) Se Meu Apartamento Falasse (The Apartment, 1960), de Billy Wilder

A acidez contumaz de Billy Wilder numa comédia romântica sombria e doce ao mesmo tempo. Jack Lemmon e Shirley McLaine esplêndidos como instrumentos do texto ágil e da mise-en-scène genial de Wilder.

1) O Poderoso Chefão (The Godfather, 1972), de Francis Ford Coppola

Quando tudo que deveria dar errado deu certo. Corrosão e reconfiguração do “sonho americano”. A família como negócio, o negócio como crime. A trajetória surpreendente e devastadora de Michael Corleone, que deu ao mundo Al Pacino. Marlon Brando criando seu personagem mais icônico, na melhor atuação de sua carreira.

Topo ▲