Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Gustavo Pereira

Editor / gustavo@planoaberto.com.br

Redator publicitário apaixonado por histórias de ficção científica, fantasia e sociedades distópicas. Já viu todos os filmes do Kubrick mais de dez vezes e tem medo do Stephen King.

Todos os posts de Gustavo Pereira

Valerian e a Cidade dos Mil Planetas
Nota:

Valerian e a Cidade dos Mil Planetas

Luc Besson acerta ao criar um mundo arrebatador e complexo, mas erra ao subutilizar esta mitologia tão rica com um roteiro óbvio para um filme sem ritmo.

Gustavo Pereira / 4 de agosto de 2017
A Incrível Jessica James
Nota:

A Incrível Jessica James

Um filme com erros estruturais tão primários que parece ter sido escrito e produzido pelas crianças que estudam Teatro no filme.

Gustavo Pereira / 29 de julho de 2017
Dunkirk
Nota:

Dunkirk

A visão de Christopher Nolan sobre a Operação Dínamo, se vende como um filme de guerra, mas é uma corrida contra o tempo, uma luta pela sobrevivência e um ensaio sobre o dever.

Gustavo Pereira / 25 de julho de 2017
O Mínimo para Viver
Nota:

O Mínimo para Viver

Lily Collins surpreende positivamente, com uma atuação alternando entre contida, indiferente e desesperada. Ellen é uma anoréxica que se sente no controle e encontra numa clínica pouco ortodoxa a última chance de salvar a vida.

Gustavo Pereira / 15 de julho de 2017
Como Tolkien criou o reino de Númenor

Como Tolkien criou o reino de Númenor

Após os acontecimentos da Primeira Era do Mundo, Ilúvatar deu um presente para os homens: o reino de Númenor. Mas eles não souberam fazer bom uso da dádiva.

Gustavo Pereira / 14 de julho de 2017
GLOW – 1ª temporada
Nota:

GLOW – 1ª temporada

“GLOW”, que começa como um humor negro, ganha contornos dramáticos no desenvolver da temporada, sem perder o timing cômico.

Gustavo Pereira / 26 de junho de 2017
GLOW 1×01 – Piloto
Nota:

GLOW 1×01 – Piloto

Uma atriz que não consegue nenhum papel, está quebrada e se sentindo um lixo: os anos 80 foram a melhor época para marginalizar pessoas. O primeiro episódio de GLOW é sobre até onde uma pessoa é capaz de ir para se sentir minimamente vitoriosa.

Gustavo Pereira / 23 de junho de 2017
Topo ▲