Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Canto Cult

Nota:

Planeta Proibido (1956)

Matheus Fiore - 16 de fevereiro de 2019

Sci-fi pioneiro dirigido por Fred M. Wilcox, “Planeta Proibido” mistura fantasia, romance e terror em uma obra que não rejeita seu contexto político.


Os Imperdoáveis (1992)
Nota:

Os Imperdoáveis (1992)

Em sua derradeira visita ao western, Clint Eastwood desmitifica o gênero, realizando um filme sombrio sobre as consequências da violência.


Mulan (1998)
Nota:

Mulan (1998)

“Mulan” contraria as injustiças e contraria certos conceitos, como honra, homem e, por fim, mulher.


Sinais (2002)
Nota:

Sinais (2002)

Uma coesão entre uma narrativa coerente e uma proposta poderosíssima permite “Sinais” ser justamente uma espécie de milagre cinematográfico.


Um Sonho sem Limites (1995)
Nota:

Um Sonho sem Limites (1995)

Assim como a sua protagonista, “Um Sonho sem Limites” é caricato e espalhafatoso. No entanto, nunca deixa de ser divertido e cheio de personalidade.


Questão de Tempo (2013)
Nota:

Questão de Tempo (2013)

A ideia de viajar no tempo logo cede espaço para as transformações humanas que as duas viagens possíveis, a espacial e interior, podem proporcionar.


Poesia (2010)
Nota:

Poesia (2010)

Poesia é mais um exemplar do excelente cinema coreano, e segue a tradição de abordar questões contemporâneas materializadas no cotidiano dos personagens.


Distrito 9 (2009)
Nota:

Distrito 9 (2009)

Lançado em 2009, Distrito 9 já é um jovem clássico da ficção científica por discutir de forma imaginativa e fértil a desigualdade social do mundo atual.


Vestígios do Dia (1993)
Nota:

Vestígios do Dia (1993)

Lançado em 1993, esse deslumbrante filme chega à Netflix fazendo pensar sobre como a opressão social penetra em nossos sentimentos mais profundos.


Eles Vivem (1988)
Nota:

Eles Vivem (1988)

A ficção-científica de John Carpenter satiriza o cinema de ação ao passo que constrói uma interessante e anárquica crítica política e cultural.


Topo ▲