Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Cinema

Desktop horror e as possibilidades do terror

Claudio Gabriel - 4 de janeiro de 2021

Uma análise da ascensão do subgênero desktop horror e de como ele parece cada vez pensado a abraçar o uso dos espaços no medo.


City Hall
Nota:

City Hall

Em “City Hall”, Frederick Wiseman faz da política um diálogo por meio de um raio-X do organismo governamental de Boston.


Tenet
Nota:

Tenet

Que não se engane, Tenet não é um projeto tão iconoclasta quanto parece, sua ambição no fundo ainda é bastante clássica. Tomando o jogo de entropia, o filme se dá o luxo de navegar por várias temporalidades pura e simplesmente: não basta ver um prédio se refazendo após uma explosão, o filme mostra o prédio se refazendo e explodindo ao embaralhar os pontos de vista.


A Cristalização de Brasília

A Cristalização de Brasília

Essa dicotomia que propõe uma distância do lugar estudado para quem enfim se chegue na ficção especulada do real é o que dá o tom do filme. Um ritmo que obedece uma desordem, cuja ordem no real já não dá mais para aceitar. É um grito que gera o deslocamento e cristaliza o espaço na forma das intervenções. É Brasília.




O Som do Silêncio
Nota:

O Som do Silêncio

Darius Marder estreia na direção com um filme bonito e discreto sobre um homem inquieto se adaptando ao silêncio.


Santo Forte (1999)
Nota:

Santo Forte (1999)

Documentário de Eduardo Coutinho investiga a inevitável presença da fé na formação mitológica e cultural do Brasil.




Topo ▲