fbpx

Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Cinema

Nota:

Se a Rua Beale Falasse

Gustavo Pereira - 2 de fevereiro de 2019

“Se a Rua Beale Falasse” reforça o olhar melancólico do diretor Barry Jenkins a respeito da condição do negro numa América estruturalmente racista.


Clímax
Nota:

Clímax

Gaspar Noé faz mais um filme que se pretende incômodo, mas, dessa vez, acaba seguindo por caminhos previsíveis.


Guerra Fria
Nota:

Guerra Fria

Paweł Pawlikowski apresenta um filme que, por suas escolhas estéticas, é essencialmente angustiante, sem que narrativamente deixe de ser belíssimo.



Colette
Nota:

Colette

“Colette” é um grande autógrafo do ícone homônimo, reescrito para um novo século repetir o seu nome para as próximas gerações.




Creed II
Nota:

Creed II

“Creed II” sofre do mal de possuir um antagonista muito mais interessante do que o personagem que dá nome à obra, o que compromete o resultado final.


Green Book: O Guia
Nota:

Green Book: O Guia

Ao tentar ser demasiadamente respeitoso para com as figuras retratadas, “Green Book” acaba sendo uma comédia divertida, mas que arrisca pouco.


A Favorita
Nota:

A Favorita

Em “A Favorita”, Yorgos Lanthimos faz uma espécie de releitura do clássico de Stanley Kubrick, “Barry Lyndon” e analisa a aristocracia do século XVIII.


Topo ▲