Os melhores álbuns de 2017

Os melhores álbuns de 2017

Redação - 25 de dezembro de 2017

Não existe sociedade que nunca tenha criado música. Há quem diga que o ser humano cantava antes mesmo de falar. Foi difícil, mas a redação do Plano Aberto conseguiu montar uma lista com aqueles que considera serem os melhores álbuns de 2017. Muita coisa boa ficou de fora, então não pense nessa como uma lista definitiva. Use-a como um guia para viajar pelas inúmeras vertentes criativas que foram registradas esse ano.

Por ser uma arte extremamente subjetiva, não fizemos um ranking. Fique agora com nossos vencedores, organizados por ordem alfabética:

melhores álbuns 2017 childish gambino awaken my loveAwaken, My Love!                              Childish Gambino

Donald Glover se estabelece como uma força da natureza na cultura pop Awaken, My Love!. Um disco digno de figurar nas coleções de Miles e Princes pelo espectro musical que nos presenteia, com melodias e percussões extremamente bem desenhadas e uma voz que remete ao último trabalho de seu contemporâneo Frank Ocean. Carregando um mix da matéria bruta do rap, a essência máxima do rock psicodélico, a fluidez do pop americano e o R&B, que junto ao soul, formam a aliança da cultura afro. Seu drive vocal carrega a força que tais gêneros pedem, proporcionando ao ouvinte a sensação de agonia, morte e orgasmo. Tudo junto.

melhores álbuns 2017 chuck berryChuck                                                          Chuck Berry

O álbum final do lendário Chuck Berry. A última contribuição direta ao estilo do qual foi pioneiro. Após 38 anos de hiato, seu último álbum com lançamentos. Foi anunciado e gravado no ano de 2016, porém, foi lançado no dia 16 de junho de 2017, quase 3 meses após sua morte.

Chuck já não precisava provar nada e provou que o rock n’roll consegue se manter em sua fórmula e mensagem originais, independente da época. É extremamente gratificante entrar em contato com uma obra de hoje que nos faça contatar o outro lado, seja ele o verdadeiro rock n’ roll ou a morte.

melhores álbuns 2017 cosmos my magical glowing lensCosmos                                                             My Magical Glowing Lens

Samba, MPB e pagode, certo? Errado. Brasil também é psicodelia e, apesar do nome em inglês, a carreira solo da capixaba Gabriela Deptulski traz seu mystical pop o qual ela assume as linhas de guitarra, baixo, bateria, voz e sintetizador.

As vezes cantando em português, Gabriela prova que não precisamos buscar nada no exterior, temos tudo aqui em solo nacional, Tame Impala que se cuide. O fato de ter sido necessário ir para o exterior para gravar e produzir Cosmos prova que o Brasil talvez se subestime, faltando referências de nomes como o de Gabriela na grande mídia.

melhores álbuns 2017 damn kendrick lamarDAMN.                                                  Kendrick Lamar

Revelado ao mundo no dia 14 de abril, DAMN. marca mais uma mudança na persona de Kendrick Lamar e o alavanca ao irrevogável status de um dos maiores rappers da história. Se não o maior. Ao sacrificar as camadas e texturas do jazz desenhadas de seu sucessor To Pimp a Butterfly, Lamar alcança uma obra de rap minimalista profundamente influenciada pelo pós-modernismo e pelo seu próprio contexto sociopolítico.

Ou seja: superficialmente, DAMN. não impressionará o ouvinte além das acrobacias sônicas que marcam a carreira e a qualidade técnica de Lamar e alguns recortes pontuais para temperar suas músicas.

melhores álbuns 2017 criolo espiral de ilusãoEspiral de Ilusão                                    Criolo

É completamente vago dizer que o 5º álbum de estúdio de Criolo seja uma nostalgia ao samba antigo. A melancolia, o amor e as críticas sociais marcam presença assim como na fase raiz do gênero. Contudo, a experiência pessoal de cada um é atiçada nos diversos refrões, melodias e cuícas que decoram o céu azul e o levemente nublado, te dando a liberdade de escolher em qual você deseja estar, ambientando uma imersão tecnicamente formidável e profundamente palpável. O gênero está mais vivo do que nunca e no que depender de Criolo, o samba não irá morrer e nem acabar, pois o povo foi feito de samba.

 

melhores discos 2017 feng suave ep

Feng Suave EP                                            Feng Suave

O único álbum de estréia da lista, o duo de psych-pop dos holandeses Daniel de Jong e Daniel Leonard Elvis trazem uma sonoridade já familiar, mas com um feeling incrível. A coletânea de canções parece te carregar em uma nuvem, sendo extremamente relaxante (e por que não excitante também?). Feng Suave preenche uma categoria essencial em ranking de álbuns: todas as músicas prestam. Sem entrar no mérito de que a dupla atingiu um dos maiores desafios de qualquer artista novo: a identidade em seu som. As bases instrumentais recheadas de ondulações e reverberação atribuem ao Feng Suave um gosto de … Feng Suave.

 

Melhores álbuns 2017 flower boy tyler the cratorFlower Boy                                                Tyler, The creator

Flower Boy foi uma surpresa não somente por Tyler, que estava focado em seus novos projetos de moda e parecia distante da música se não por algumas colaborações esporádicas desde seu último disco, mas pela carga criativa e experimental de boa parte do disco. Flower Boy parece se aproximar de um Sgt. Peppers autobiográfico, costurando músicas de energia e agressividade que compõem a assinatura sônica de Tyler com algumas faixas de pura vulnerabilidade e sentimentalismo: esse é um disco de catarse que parece inaugurar uma época inigualável para a criatividade de seu criador.

 

melhores discos 2017 melodrama lordeMelodrama                                                Lorde

David Bowie, pouco antes de falecer, disse “Lorde é o futuro da música”. Se o “Starman” disse isso ainda na época do álbum Pure Heroine, significa que ele provavelmente previu Melodrama. A revolução do pop, a mescla com gêneros como hip hop e indie, a intensidade instrumental e o vasto público alvo que o álbum consegue atingir. Melodrama é para todos os gostos e ao mesmo tempo, é um só. Hoje, mais do que nunca, há de se concordar com Bowie. Fiquemos atentos para os próximos lançamentos da neozelandesa, que em 2017 provou não só que existe um futuro musical de qualidade, mas que ela faz parte dele.

melhores discos 2017 natureza universal hermeto pascoalNatureza Universal                          Hermeto Pascoal

Alguns lançamentos servem como alívio. Ter Hermeto Pascoal vivo é um, ele ser brasileiro é outro e Natureza Universal, mais um. Quem não associa música popular brasileira a complexidade, há de morder a língua.

Quem aprecia compassos quebrados, modalismo contemporâneo, variedade instrumental e harmonias progressivas, há de lamber os beiços. Mantendo o mais elevado padrão da música universal, Hermeto em pleno ano de 2017 abre as portas para nos mostrar a natureza de tanta genialidade.

melhores discos 2017 the ooz king cruleThe Ooz                                                          King Crule

O britânico Archy Ivan Marshall, mais conhecido como King Crule, lança em 2017 seu projeto mais refinado. The Ooz traz em sua capa a explosão do ônibus espacial Discovery. O que isso significa? Cabe a cada um dizer, mas gosto de pensar que Crule foi buscar suas músicas no espaço e voltou esgotado da viagem.

Tendo uma sonoridade típica da Inglaterra, The Ooz traz tanto o trip hop que nos remete a artistas como Gorillaz, Cosmo Pyke e Yellow Days, como também um indie próximo ao Arctic Monkeys. Bateria rebelde, vocal desleixado, compassos bem marcados muitas vezes com instrumentos de metal e pianos, melodias contagiantes e uma nuance relaxante.

Veja mais listas do Plano Aberto clicando aqui.

Topo ▲