Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Os Melhores Álbuns e Faixas do Primeiro Semestre de 2020

Os Melhores Álbuns e Faixas do Primeiro Semestre de 2020

A redação do Plano Aberto lista seus álbuns e faixas favoritos de 2020 até agora.

Redação - 1 de julho de 2020

Da euforia de um novo ano do esgotamento causado por uma pandemia, o último semestre foi de altos e baixos. Os lançamentos culturais, em sua maioria também pausados ou adiados, refletem o momento de desânimo por novo conteúdo. O conforto está no familiar. Mesmo assim, 2020 reservou trabalhos que, refletindo ou não os tempos de quarentena, podem elevar o humor ou causar experiências pessoais de transformação, principalmente pela música. A redação do Plano Aberto escolheu seus álbuns e faixas favoritas de 2020 até agora, obras que nos ajudaram a atravessar os dias de mesmice, os dias ruins, e, também, os dias de esperança. Fica com a nossa seleção e desejo de um segundo semestre menos dolorido.

1. Punisher – Phoebe Bridgers

Se o objeto romântico do primeiro álbum de Phoebe Bridgers guiava um lirismo íntimo e concentrado, a diluição dessa sensibilidade resulta, porém, num disco mais expansivo. Olhando para o espectro do passado Phoebe tenta materializar o futuro, reflete sobre a exaustão de uma juventude sem perspectivas, românticas ou não.

2. Fetch the Bolt Cutters – Fiona Apple

Como já te dissemos, Fetch the Bolt Cutters é um prisma das melhores qualidades de Fiona Apple como compositora, um trabalho caseiro que carrega em cada frase e acorde um senso de ansiedade e incerteza que o transformam em algo quase premeditado.

3. Heaven to a Tortured Mind – Yves Tumor

Sob as bênçãos de Hendrix, Yves Tumor explora a plástica setentista à luz do avant-garde que perseguia em trabalhos anteriores, cravando um espaço sonoro convidativo a quem o ouve pela primeira vez.

4. What’s Your Pleasure? – Jessie Ware

Escapismo sofisticado, Disco para quem precisa. Jessie Ware constrói som complexto que resgata fios do soul e dance para um tratado romântico sobre os longínquos dias de aglomeração hedonista.

5. Suddenly – Caribou

O típico som eletrônico de melodias minimalistas do projeto Caribou (de Dan Snaith), explora elementos de ambiência para falar sobre família, perda e conformidade. Um disco sobre o indivíduo e natureza, comunicação quase que espiritual.

6. Rastilho – Kiko Dinucci

Após explorações rítmicas e colaborações com Elza Soares e outros nomes da música nacional, Kiko Dinucci prioriza as cordas em Rastilho. Um disco sobre as texturas do violão, da viola e do Brasil.

7. how i’m feeling now – Charli XCX

O álbum-de-quarentena de Charli XCX tem em momentos de anseio lisérgico como pink diamond e visions seus pontos de catarse, e no íntimo de enemy e forever, o anseio que preenche o isolamento

8. It Is What It Is – Thundercat

Uma guinada nos timbres de seu último disco, Drunk, It Is What It Is trata da bonança após a ressaca moral, um inventário interno sobre mudanças.

9. NO DREAM – Jeff Rosenstock

Punk exaltado que posiciona suas preocupações sociais no que soa individual. Sonhos e ansiedades suburbanos que miram o anseio por algo maior e dias mais ensolarados.

10. Cinzento – Marcos Valle

O primeiro grande álbum nacional lançado em 2020. Cinzento traz um Marcos Valle que permanece juvenil e otimista, mesmo em tom menor e mais reflexivo. O olhar que acha graça em meio a desgraça.

Completam o nosso top 20 de melhores álbuns de 2020, até agora:

The New Abnormal – The Strokes

Women in Music Pt. III – HAIM

Rough and Rowdy Ways – Bob Dylan

After Hours – The Weeknd

Cenizas – Nicolas Jaar

Man Alive! – King Krule

SAWAYAMA – Rina Sawayama

Starmaker – Honey Harper

HiRUDiN – Austra

græ – Moses Sumney

 

Outros álbuns favoritos da redação:

Saint Cloud – Waxahatchee

Gathering Swans – Choir Boy

BRIME! – Febem, Fleezus e CESRV

Circles – Mac Miller

Não é Doce – Olívia de Amores

I Feel Alive – TOPS

Future Nostalgia – Dua Lipa

Dínamo – Lô Borges

True Opera – Moor Jewelry

Swimmer – Tennis

Song For Our Daughter – Laura Marling

Your Hero Is Not Dead – Westerman

Dedicated Side B – Carly Rae Jepsen

Miss Anthropocene – Grimes

Startish – Naeem

Ungodly Hour – Chloe x Halle

Letrux aos Prantos – Letrux

Set My Heart on Fire Immediatly – Perfume Genius

color theory – Soccer Mommy

Petals for Armor – Hayley Williams

Mundo Novo – Mahmundi

We Are Sent Here By History – Shabaka and the Ancestors

 

Seleções dos melhores álbuns do semestre:

Nossas faixas favoritas do semestre:

 

Topo ▲