fbpx

Ajude este site a continuar gerando conteúdo de qualidade. Desative o AdBlock

Cinco grandes filmes para ver no cinema no começo de 2018

Cinco grandes filmes para ver no cinema no começo de 2018

Matheus Fiore - 23 de dezembro de 2017

Com o fim de 2017, uma das perguntas mais frequentas que passam pela cabeça do público é: “o que assistir no próximo ano?”. Fizemos, então, uma lista com alguns dos filmes mais aguardados de 2018. Todas as obras listadas abaixo já foram vistas pelo Plano Aberto e terão os links para as críticas em seus devidos parágrafos.

A lista inclui desde obras com grandes chances de concorrerem ao Oscar de Melhor Filme até um documentário, feito por uma das mais importantes cineastas de todos os tempos.

O Artista do Desastre, de James Franco

O Artista do Desastre é uma comédia que homenageia The Room, popularmente conhecido como pior filme de todos os tempos. Além de dirigir, James Franco protagoniza a obra, no papel de Tommy Wiseau, um misterioso e milionário ator que financiou o próprio filme. Só esqueceu de aprender a atuar, escrever e dirigir. Visto por nós durante o Festival do Rio, sua crítica pode ser lida aqui. O filme estreará nos cinemas brasileiros no dia 25 de janeiro de 2018.

A Forma da Água, de Guillermo Del Toro

O conto de fadas bizarro de Guillermo Del Toro só chega aos cinemas brasileiros no dia 11 de janeiro, mas você já pode conferir nossa crítica clicando aqui.

Na obra, protagonizada por Sally Hawkings, acompanhamos o inesperado romance entre uma funcionária de limpeza de um laboratório secreto do governo americano e uma figura com aparência estranha que fora sequestrada da floresta amazônica.

Me Chame Pelo Seu Nome, de Luca Guadagnino

A história acompanha Elio Perlman, adolescente que vive pacata rotina em seu pequeno vilarejo, na Riviera Italiana. Seu pai, um respeitado professor especialista em cultura greco-romana, costuma receber, nos verões, acadêmicos de outras partes do mundo, que o buscam para colaborar em projetos e compartilhar pesquisas. A chegada de um novo aluno, porém, acaba mudando o clima da casa.

Me Chame Pelo Seu Nome vai muito além de um romance LGBT, é uma obra de rara sensibilidade que trata da fase de amadurecimento inerente à adolescência. Um coming of age que, desde já, tende a se tornar referência. A crítica pode ser lida aqui. O longa chega aos cinemas no dia 18 de janeiro.

Projeto Flórida, de Sean Baker

Projeto Flórida acompanha o dia-a-dia de uma menina e sua mãe, ambas moradoras dos famosos moteis de beira de estrada dos Estados Unidos. Enquanto a mãe precisa lutar para encontrar sustento para seu lar, a filha vive de maneira irresponsável bagunçando as redondezas.

Assim como fez em Tangerine, Sean Baker volta sua câmera para as camadas mais marginalizadas da América. Dessa vez, mostrando uma face abandonada de uma das cidades mais badaladas do mundo, Florida. Nossa crítica pode ser lida aqui. O filme chega aos nossos cinemas em março de 2018.

Visages, Villages, de Agnès Varga e JR

Originado da parceria entre Agnès Varda, lendária cineasta francesa, e JR, fotógrafo e, agora, diretor, Visages, Villages é um documentário que acompanha a dupla viajando pelo interior da França para fotografar pessoas, animais e lugares que marcaram vidas. Servindo como uma belíssima carta de agradecimento à arte e seu poder transformador e registrador, Visages é um dos fortes candidatos ao Oscar de Melhor Documentário em 2018.

O filme é distribuído pela Fenix Filmes e tem estreia marcada para o próximo dia 25 de janeiro. Clique aqui para ler nossa crítica.

Topo ▲